Anuncio

Pesquisar este blog

quarta-feira, 28 de setembro de 2016

Pokémon para Nintendo NX


Se por um lado a Nintendo segue liberando informações sobre seus próximos lançamentos no 3DS e também para dispositivos móveis, por um outro a companhia japonesa mantém segredo quando o assunto é o misterioso NX. Com poucas informações, ou melhor, praticamente nenhuma confirmada, na última terça-feira (20), Tsunekazu Ishihara, executivo-chefe da The Pokémon Company, confirmou que games da franquia serão produzidos para o console:

Eufóricos com a declaração, muitas pessoas não se atentaram a um fato curioso. Apesar de ser fascinante sabermos que Pokémon estará presente no catálogo de jogos do console, isso não chega a ser surpreendente, já que a franquia figura nos dispositivos da companhia desde 1996, ano de seu lançamento. No entanto, a forma como o executivo descreve o aparelho reafirma os boatos de que o Nintendo NX será mesmo um híbrido.

Com isso, uma outra teoria começa a invadir a cabeça dos gamers, já que se o NX for mesmo um híbrido, misturando console de mesa e portátil, ele deve ser o substituto natural do 3DS e também do Wii U, esse último que está servindo de experiência para a companhia não repetir os mesmos erros do passado. Agora só resta continuarmos no aguardo por mais informações ou declarações como as citadas anteriormente. Lembrando que rumores apontam que o videogame será lançado em março de 2017.

A Nave que vai colonizar Marte

Elon Musk finalmente revelou seus planos para a missão que irá até Marte. Mas as imagens divulgadas mostram o Interplanetary Transport System (Sistema de Transporte Interplanetário, em tradução livre) indo muito além do Planeta Vermelho.



Como especulamos, os planos do Sistema de Transporte Interplanetário é, de fato, ir muito além de Marte. Musk confirmou o interesse em fazer viagens em outros lugares no sistema solar, especialmente para a Europa – uma das quatro luas do planeta Júpiter – durante o discurso que realizou. A SpaceX também confirmou a intenção no Twitter e em novas ilustrações.

Nos últimos conceitos artísticos da SpaceX é possível ver o Sistema de Transporte Interplanetário indo em direção à Grande Mancha Vermelha de Júpiter e também dos anéis de Saturno. Outros destinos incluem Titã, Encélado, Europa, entre outros. Mas antes de ir para tantos lugares, a missão precisa mostrar que consegue chegar em Marte primeiro.















Como Poupar Dinheiro 50 Dicas

Você até tenta, mas quando chega no fim do mês conclui, mais uma vez, que não sabe como economizar dinheiro?

Sabemos que essa é uma tarefa difícil, mas a boa notícia é que ela pode se tornar um pouco mais fácil com essa lista supercompleta com 50 dicas detalhadas que o GuiaBolso preparou especialmente para te ajudar a gastar menos.

As dicas estão divididas em três grandes categorias (“Organize-se“, “Olhe para sua renda” e “Diminua seus gastos“), que, juntas, reúnem todos os passos básicos para quem está querendo reorganizar o orçamento e conseguir, de uma vez por todas, assumir o controle das suas finanças.

Confira:





1. Registre todas as suas despesas:

Como você pretende controlar suas finanças se você não sabe exatamente o quanto gasta por mês? Este é o primeiro passo para quem quer começar a fazer seu controle financeiro. Para ajudar nesta tarefa, você tem duas opções:

1. Guardar todas as notinhas do cartão e anotar cada uma das suas despesas em uma planilha de gastos; ou

2. Escolher uma ferramenta de controle financeiro como o GuiaBolso, que puxa todas as suas movimentações bancárias automaticamente em menos de dois minutos.




2. Crie metas para seus gastos:

Agora que você já sabe exatamente qual o seu custo mensal, é necessário criar metas para suas despesas, dividindo-as por categorias:

– 50% da renda para os gastos essenciais: todos aqueles necessários para você se manter no dia-a-dia: moradia, alimentação, transporte, educação, etc.

– 15% da renda para prioridades financeiras: se você estiver endividado, sua prioridade será quitar as dívidas. Se não, poupar para o futuro.

– 35% da renda para estilo de vida: todos os gastos relacionados a hobbies e lazer: academia, salão de beleza, compras no shopping, etc.

Nas próximas dicas, você encontrará sugestões para reduzir cada uma dessas categorias de despesas.



3. Despesas para cima, renda para baixo:

Na hora em que estiver criando as metas para seu orçamento, arredonde sempre as despesas para cima e a renda para baixo. Afinal, sua avó já dizia: é sempre melhor sobrar do que faltar.



4. Pague suas contas no mesmo dia:

Mude a data de vencimento de todas as suas contas fixas para logo após o dia em que cai o seu salário. Assim fica bem mais fácil se organizar. O dinheiro entra, você já paga tudo o que deve e fica na conta apenas com o dinheiro necessário para passar o mês.



5. Crie prazos para seus objetivos:

Você quer quitar suas dívidas? Até quando? Quer juntar dinheiro para comprar um carro? Daqui a quanto tempo? Quando as metas têm data ficamos mais motivados para cumpri-las no prazo.



6. Fale sobre dinheiro em família:

Se você é casado, o tema finanças deve fazer parte do dia-a-dia do casal. Se tem filhos, o mesmo vale para a família. Transparência e sinceridade são os caminhos mais fáceis para conseguir reorganizar as finanças familiares.


7. Busque outras fontes de renda:

Para que ficar dependendo apenas do seu salário, quando você pode distribuir os ovos em várias caixinhas? Já pensou em pegar um trabalho freelancer para fazer à noite ou nos fins de semana? Ou então, que tal transformar um hobby (costurar, pintar, cozinhar) em uma nova fonte de renda?



8. Previna-se se sua renda for variável:

Profissionais autônomos e liberais costumam ter dificuldade em planejar sua renda mensal, que varia bastante. A dica é olhar para os últimos 12 meses e identificar a renda máxima, a mínima, a média e a sazonalidade (os meses em que você costuma ganhar mais e menos).

De preferência, os gastos essenciais para o dia-a-dia devem caber na renda mínima. Nos meses em que ganhar acima da média, mande a diferença para a poupança.

Exemplo: renda mínima de R$ 3 mil, renda máxima de R$ 5 mil e renda média de R$ 4 mil. No mês em que você ganhar R$ 4,5 mil, deve enviar R$ 500 para a poupança.


9. Dê férias ao cartão de crédito:

O grande problema do cartão de crédito é nos dar a falsa impressão de que temos uma renda maior do que na realidade. Dessa forma, uma boa estratégia para quem está aprendendo como economizar dinheiro é tirar o cartão de crédito da carteira por alguns meses e pagar tudo à visa.



10. Vá fazer compras com dinheiro vivo:

Outra dica infalível para quem não quer gastar mais do que o planejado no supermercado ou no shopping é ir fazer compras com o dinheiro contado na carteira. Assim nos preocupamos mais em saber quanto estamos gastando e caso o valor final ultrapasse nossa meta, seremos obrigados a deixar algumas coisas na prateleira.



11. Pare de se consolar com compras:

Depois de uma semana difícil de trabalho, é muito comum cedermos a um impulso de consumo com o pensamento “eu mereço comprar isso”. A questão, entretanto, não é de merecimento. É claro que você merece, afinal, você trabalhou duro, mas a questão nessa situação é priorizar (ou não) seus objetivos financeiros. Seja firme!



12. Compre em lojas de departamento…

Por que você faz tanta questão de comprar roupas de marca? Você já experimentou comprar, pelo menos as peças básicas, em lojas de departamento? Os preços são bem mais convidativos.



13. …mas compre também algumas peças de qualidade:

Entretanto, é importante também gastar um pouco mais em algumas peças de melhor qualidade, que duram mais. O barato muitas vezes sai caro. O segredo é equilibrar algumas compras nas lojas de departamento e outras, que valham mais a pena, em lojas que ofereçam produtos mais caros, desde que sejam mesmo de melhor qualidade.



14. Utilize os programas de recompensa do cartão de crédito:

A essa altura do campeonato, você já deve ter dado umas férias para o seu cartão de crédito, mas se você realmente abusou dele nos últimos meses, o lado positivo é poder colher os frutos agora.

Confira o número de pontos acumulados no programa de recompensas vinculados ao seu cartão. Você pode encontrar no catálogo algum produto de que esteja precisando e, ao resgatar os pontos, não precisará gastar com isso.



15. Peça mais coisas emprestadas:

Quantas vezes no ano você usa uma furadeira? E um vestido longo de festa? É preciso mudar a cultura de que precisamos ter tudo. Em vez de comprar, por que não emprestar essas coisas do vizinho ou de uma amiga?

16. Doe o que não usa mais:

Além de ser um bonito gesto de desapego, quando você doa o que não usa mais, fica mais fácil de saber o que você tem e o que não tem. Aí, quando você sentir vontade de comprar algo, é só verificar se você realmente precisa daquilo ou se você já tem uma peça parecida que passava despercebida no fundo do guarda-roupa.

17. Antes de comprar, avalie se não vale a pena consertar:

Quando um eletrodoméstico quebra ou uma roupa de que você gostava não serve mais, você sai correndo para o shopping? Da próxima vez, reavalie a necessidade de ter uma coisa nova. Muitas vezes consertar sai mais barato.



18. Não abra e-mails de ofertas:

Nossas caixas de e-mail estão cada vez mais lotadas de “oportunidades imperdíveis” de lojas online. Não consegue se controlar à tentação de uma boa promoção? Então, corte o mal pela raiz e não dê mais chance para ela. Não abra mais e-mails marketing e deixe de pegar catálogos de lojas.

19. Separe um dia por mês para não comprar nada:

Mais do que uma necessidade, consumir acaba virando um hábito e é aí que surge o perigo das compras por impulso. Para se prevenir disso, separe um dia por mês para não gastar absolutamente nada. Leve comida de casa para o trabalho, pegue uma carona e nada de cafezinho depois do almoço. Você verá que é, sim, possível viver sem gastar tanto.



20. Considere comprar coisas fora do Brasil:

É verdade que não é sempre que temos a oportunidade de viajar para o exterior, mas vira e mexe conhecemos alguém que vai para fora. Nessas ocasiões, se você estiver precisando de aparelhos eletrônicos, cosméticos ou roupas, vale considerar a possibilidade de comprar esses itens no exterior, que são bem mais baratos.

21. Aproveite mais os pequenos prazeres da vida:

Uma volta no parque, um cochilo na rede, um piquenique no jardim e um filme com pipoca em uma tarde chuvosa podem ser bem mais divertidos e recompensadores do que programas caros. Comece a valorizar mais as coisas simples da vida. Sua mente e seu bolso agradecem.



22. Use cupons:

A oferta de sites que oferecem cupons para restaurantes, programas culturais, viagens e tratamentos estéticos é enorme. Comece a frequentar portais para ficar a par das promoções e aproveitar as ofertas. Uma boa opção é o SaveMe, que reúne ofertas dos principais portais de cupons.



23.  Saia menos:

Você não precisa passar o fim de semana inteiro trancado em casa, mas se você costuma sair sexta, sábado e domingo, abrir mão da balada em um desses dias terá um grande impacto sobre suas finanças. Trocar o restaurante por um jantar no apê com os amigos também é uma boa pedida para gastar menos.



24.  Aprenda a dizer não:

Quantas vezes você já prometeu ficar em casa no fim de semana, mas acabou cedendo à pressão da turma para sair (e gastar demais)? Seja firme quando não quiser fazer alguma coisa. Quem for amigo de verdade irá entender.



25.  Troque a academia por uma caminhada ao ar livre:

Falta de dinheiro não é opção para deixar de fazer exercício. Poupe a mensalidade da academia criando o hábito de caminhar (ou passear com o cachorro) três vezes por semana.



26.  Viaje com milhas e busque alternativas aos hotéis:

Lembra o programa de recompensas do cartão de crédito? Uma ótima opção para resgatar os pontos é convertê-los em milhas para passagens aéreas.

Na hora de escolher a estadia, você também tem a opção de visitar sites que selecionam albergues e casas para alugar em diversas partes do mundo. Sua viagem vai sair bem mais barata. Boas dicas de portais com opções de estadia mais em conta são:

– Couchsurfing.co

– Airbnb

– Hostel world



27.  Não ignore os pequenos gastos:

Um cafezinho depois do almoço e o lanchinho da tarde não fazem diferença no seu orçamento, certo? Errado! Algumas pessoas acabam ignorando os pequenos gastos do dia-a-dia sem perceber que, muitas vezes, eles são os principais vilões do orçamento.


28.  Aprenda alguns truques de decoração:

Você não precisa gastar horrores para deixar sua casa mais bonita. Hoje existem vários sites que trazem dicas para reaproveitar materiais e criar decorações gastando bem menos do que você imagina. Veja dois sites bacanas para se inspirar:

– Madame Criativa

– Minha Casa, Minha Cara



29.  Aprenda o básico da costura:

Saber pregar um botão ou fazer a barra de uma calça não é nenhum bicho de sete cabeças. Vale pedir ajuda para a tia e para a avó para aprender a se virar na costura e economizar no conserto das roupas.



30.  Prefira resolver as coisas sozinho em vez de contratar um serviço:

Será que você precisa mesmo de uma faxineira duas vezes por semana? Ou de um pintor para mudar a cor das paredes do seu quarto? Sempre que possível, procure fazer as coisas sozinho para não ter que gastar contratando alguém. Sem contar que, com uma boa música alta, essas atividades podem ficar bem mais divertidas.



31.  Evite comer fora:

Tem dias que não tem jeito, mas procure evitar as refeições fora de casa sempre que possível. Leve comida de casa para almoçar no trabalho de vez em quando e, no fim de semana, tente fazer sua própria pizza em casa em vez de usar o delivery.



32.  Pare de assinar jornais e revistas:

A internet está aí para isso. Você não precisa mais gastar com assinaturas para se manter bem informado.

33.  Foque em quitá-las:

Se você está endividado, sua primeira prioridade financeira deve ser quitá-las. Se conseguir pagar à vista, é preferível para conseguir um bom desconto nos juros. Se não, faça uma contraproposta aos credores para conseguir parcelas que caibam no seu orçamento. Caso esteja em modalidades caras de crédito, como cheque especial e rotativo do cartão de crédito, avalie pegar um empréstimo com juros menores, como o oferecido pelo JustBank. Com o dinheiro, você quita suas dívidas e passa a pagar menos juros.

Leia mais: Como sair das dívidas?



34.  Concentre os vencimentos das parcelas no início do mês:

Assim, logo que seu salário cai, você já separa o valor necessário para pagar as dívidas antes mesmo de pensar em gastar com outra coisa.



35.  Poupe o que for possível:

Tudo bem que o ideal é guardar 15% da sua renda, mas se você está endividado dificilmente você conseguirá reservar esse valor para a poupança neste momento. O segredo então é poupar o que for possível até você conseguir se reestruturar: R$ 5 ou R$ 10, não importa. A grande sacada aqui é criar o hábito de poupar.


36.  Crie uma meta de poupança mensal:

Sem dívidas, você deve poupar pelo menos 15% da sua renda todos os meses. Sem desculpas. Se achar difícil guardar, por exemplo, R$ 600 por mês, divida a meta por semana (R$ 150) ou até dia (R$ 20).



37.  Encare a poupança mensal como mais uma de suas despesas:

No dia em que seu salário cair, já mande para a poupança o valor que você se propôs a guardar. Imagine que sua poupança mensal é mais uma conta que tem vencimento e não pode deixar de ser paga.



38.  A cada compra não planejada, mande 10% para a poupança:

Uma boa forma de controlar os gastos não planejados é se propor a mandar 10% do valor que você gastar para poupança. Quer comprar um tênis de R$ 300? Então, você precisa ter R$ 330 na conta: R$ 300 para a compra e R$ 30 para a poupança. Assim vai ficar mais fácil se controlar.



39.  Recebeu um dinheiro extra? Guarde!

Créditos da nota fiscal paulista, restituição do imposto de renda e até 13º salário são recursos com os quais não contamos (ou não deveríamos contar) no dia-a-dia. Logo, não precisamos deles para nos manter. Assim que eles entrarem na conta, mande-os direto para poupança para não ter tempo de arrumar um pretexto para gastá-los.



40.  Crie uma reserva de emergência:

Seu primeiro objetivo financeiro deve ser criar um fundo de emergência para se prevenir contra as adversidades da vida. Seguindo as quatro dicas anteriores, você conseguirá juntar esse dinheiro mais rápido do que você imagina e estará pronto para galgar metas financeiras maiores.

Leia mais: Reserva financeira: 9 passos fáceis para construir a sua



41.  Faça um cofrinho:

Todos os dias, guarde todas as moedas da sua carteira em um cofrinho. Sem muito esforço, você terá mais um dinheirinho extra daqui a alguns meses.

42.  Não corte gastos com saúde:

Esse deve ser seu último gasto a ser revisado. Ter um bom plano de saúde e fazer check ups periódicos são práticas fundamentais para manter a qualidade de vida.



43. Compre medicamentos genéricos:

Eles são bem mais baratos do que os medicamentos que carregam as marcas dos grandes laboratórios. A dica é seguir o princípio ativo da receita do médico.



44. Apague a luz:

Uma prática supersimples que pode ajudar, e muito, a diminuir sua conta de energia elétrica.



45. Cultive uma pequena horta em casa:

Além de ser um passatempo interessante, você pode economizar na compra de verduras e temperos.

46. Faça compras no atacado:

Vale a pena comprar os produtos que você mais consome em casa em um atacado, que oferece preços bem mais convidativos que os supermercados. Só atente para a data de validade.



47. Compre um filtro de água:

Em vez de gastar com galões de água mineral, uma boa ideia é comprar um filtro de água. Há desde os modelos mais simples, como o de barro, até os purificadores de água, que filtram e gelam a água da torneira.



48. Seque a roupa no varal:

Nada de máquina de secar. Opte sempre por secar as roupas no varal para economizar energia.



49. Tenha um celular pré-pago:

Os planos pós-pagos não têm limites e acabam favorecendo gastos maiores no celular. Nos planos pré-pago e controle, quando os créditos acabam, você não consegue mais usar o celular a não ser que o carregue de novo. Se isso acontecer, você certamente vai maneirar mais da próxma vez.



50. Alimente-se bem:

Isso pode parecer uma dica de saúde, mas comer bem também faz bem para o seu bolso. Quem mantém uma alimentação saudável e equilibrada adoece menos e, logo, gasta menos no médico.

Templo em Marte

De acordo com imagens de satélite de Marte, aparenta haver um enorme templo em sua superfície, que é idêntico à uma tumba antiga do Japão.

Há muitas coisas fascinantes em Marte. Uma estrutura desconcertante localizada na superfície daquele planeta se parece muito com um enorme templo na Terra, e caçadores de OVNIs alegam haver uma conexão entre as duas estruturas.

Nos últimos anos, teorias intrigantes têm sido propostas, sugerindo que num distante passado um evento catastrófico ou uma guerra nuclear destruiu uma sofisticada civilização marciana, forçando seus sobreviventes a migrarem para a Terra e recomeçarem sua civilização.






Uma estrutura foi descoberta no planeta vermelho cuja geometria é espantosamente similar a um templo localizado na Terra.

A enigmática estrutura em Marte, que é visível em numerosas imagens de satélite, mostra similaridades impressionantes à antiga tumba japonesa de Kofun.

Embora existam várias imagens de alegadas estruturas em Marte que podem facilmente ser descartadas como pareidolia, o enorme ‘monumento marciano’ possui similaridades fascinantes ao complexo funerário no Japão, levantado especulações de que uma civilização antiga de fato tenha habitado Marte, talvez há milhões de anos.

A gigantesca estrutura no planeta vermelho é visível no Google Earth (Marte) nas seguintes coordenadas: 6° 3’57.07″N 92° 4’13.22″E.

Para ver as similaridades entre a suposta estrutura de Marte com a tumba no Japão, visite o Google Earth e digite as seguinte coordenadas: 36° 7’45.64″N 139°28’52.95″E.

Um usuário do YouTube que publicou um vídeo acredita que as similaridades entre as duas estruturas pode somente significar uma coisa: Uma civilização antiga existiu em Marte, e estamos olhando para o que dela sobrou.

Muitos pesquisadores de OVNIs concordam e alegam que a estrutura identificada em Marte provavelmente passou por milhões de anos de erosão, mas é uma forma claramente visível e um sinal definitivo de que uma raça antiga habitou Marte.

“A colina em forma de buraco de fechadura parece incrivelmente similar ao que temos aqui no Japão”, diz o usuário do YouTube durante o vídeo. “Há muitas coisas interessantes sobre este monte que descobrimos em Marte.  Primeiro, se trata de uma enorme estrutura e aparece numa planície bem vazia e isolada.  Os lados da estrutura têm beiradas retas e provêem de uma formação circular na sua base, bem como temos aqui no Japão.”

De forma interessante, apesar do fato de que há muitas estruturas que podem ser descartadas facilmente como sendo formações naturais, as duas estruturas exibem simetrias muito notáveis.

Contudo, pela insistência de muitos, a NASA respondeu sobre as alegações desta estrutura se tratar de algo artificial.  A agência espacial explicou que as beiradas retas são o resultado de fraturas,  ou é uma colina natural que passou por mudanças e erosão por bilhões de anos.

Muitas pessoas discordam da NASA e insistem que as similaridades não podem passar desapercebidas, e que estamos olhando para os restos de um civilização marciana que uma vez foi poderosa e que provavelmente desapareceu há milhões de anos, após uma guerra nuclear catastrófica lá ter ocorrido, como sugere o Dr. Brandenburg.

terça-feira, 27 de setembro de 2016

O Novo Vídeo Game, Nintendo NX

O diretor executivo da Ubisoft, Yves Guillemot, alegra que o próximo videogame da Nintendo, de codinome NX, será totalmente diferente dos consoles de mesa da Microsoft e da Sony.
Em entrevista ao IGN durante um evento da Ubisoft, Guillemot -- que anteriormente já expressou sua admiração pela plataforma -- explicou especificamente porque está ansioso para o NX:
"Acredito que, mais uma vez, a interface é muito atraente", disse ele. "É uma máquina que será fácil de usar para todos os gamers. Eles fizeram algo que nos dará a chance de realmente ter uma experiência diferente do que existe hoje. É isso que eu gosto --que eles têm algo novo adaptado ao que queremos."



Durante uma apresentação separada, ele classificou o NX como "uma máquina fantástica", explicando: "Acho que é uma abordagem nova. É Nintendo trazendo algo novo mais uma vez. Nós amamos."
Rumores persistentes dizem que o NX será um portátil com controles destacáveis e um dock para TV -- declaração corroborada por comentários da Pokémon Company que afirmam que o console "está tentando mudar o conceito do que significa ser um console de mesa ou portátil".
O último console da Nintendo, o Wii U, foi um fracasso de vendas. Quando perguntamos se o que Guillemot viu do NX era algo semelhante ao estilo mais inclusivo do Wii, ele disse:
"É difícil responder isso [antes da revelação do NX]. O que vemos é que a Nintendo aprendeu com o Wii U. Todas as publishers aprendem com o que fazem e então pensam em algo novo e mais atraente, o que acredito ser o caso aqui."
Historicamente, a Ubisoft apoiou novos formatos bem antecipadamente em seus ciclos de vida, incluindo os consoles da Nintendo. Quando perguntado sobre por que a companhia parece abraçar novas tecnologias bem antes do que outras companhias, Guillemot explicou que é tanto uma decisão financeira positiva quanto uma decisão criativa.
"Sempre enfrentamos estas coisas pelo lado positivo. Cada vez é uma oportunidade para nossos criadores assumirem mais riscos. Quando uma máquina é instalada, há um certo número de marcas que ocupam o tempo dos jogadores, então eles vão comprar o próximo Assassin's Creed ou Call of Duty. Mesmo se eles falam 'Estou interessado no que você está fazendo', no fim das contas eles vão comprar primeiro o que conhecem, e só então vão tentar outras coisas.
"Quando os consoles mudam, temos uma oportunidade de ou mudar uma franquia completamente ou criar novas experiências e IPs."
O Nintendo NX tem lançamento marcado para março de 2017, mas não há nenhum evento planejado para revelar ou debater o novo console. Just Dance 2017, da Ubisoft, é um dos cinco games confirmados para a plataforma

O 13° Signo do Zodíaco

Você jura que seu horóscopo é fidedigno?  Você se acha um(a) Libra, ou Virgem, ou Leão perfeito(a)?  Você sente que seu horóscopo mensal é sempre preciso?

Saiba que você pode estar completamente errado sobre tudo, porque a NASA reportou a existência de 13 constelações no Zodíaco, e não 12.



Esta constelação é chamada de Ofiúco e se o seu aniversário cai entre 29 de novembro e 17 de dezembro, este é o seu signo.

Naturalmente, as pessoas estão questionando tudo agora.

Na verdade, este fato não é novo.  Ele existe por milhões de anos e as pessoas simplesmente escolheram de ignorá-lo.

Seu signo é um homem segurando uma cobra chamado de Serpentário (este é o nome do  homem, e não da cobra), e as pessoas nascidas sob este signo procuram a paz e a harmonia, são poéticas e inventivas, e têm a sede do conhecimento, mas também têm amigos secretos em seus círculos mais próximos… Que dramático, não?!



Então, isto significa que o resto de nós provavelmente estivemos sob o signo errado.  Abaixo está uma atualização dos horóscopos, de acordo com os astrólogos modernos:

•Capricórnio: Jan 20 – Fev 16
•Aquário: Fev 16 – Mar 11
•Peixes: Mar 11 – Abr 18
•Áries: Abr 18 – Mai 13
•Touro: Mai 13 – Jun 21
•Gêmeos: Jun 21 – Jul 20
•Câncer: Jul 20 – Ago 10
•Leão: Ago 10 – Set 16
•Virgem: Set 16 – Out 14
•Libra: Out 14 – Nov 23
•Escorpião: Nov 23 – Nov 29
•Ofiúco: Nov 29 – Dez 17
•Sagitário: Dez 17 – Jan 20



Assim, você pergunta, os babilônios estavam errados?  Não. Aparentemente eles estavam bem cientes que havia 13 constelações, mas já tinham decidido num calendário de 12 meses, assim escolheram deixar o 13º de fora.

Basicamente eles pretenderam que todos nós tivéssemos uma crise quando percebêssemos que seu estúpido calendário estava errado e, como resultado, não temos a menor ideia quem somos.

2017 AGORA VAI! Nova data para o fim do mundo

De acordo com ‘profetas’, 2017 será nosso ano final  Eles alegam que Deus irá impor sua vingança sobre a humanidade.

Apesar das inúmeras predições fracassadas sobre o apocalipse, teóricos cristãos da conspiração acreditam ter finalmente calculado o ano da “vingança de Deus”.

O mundo não acabou (é claro)  em 20 de julho deste ano, como predito, mas a Reverenda Donna Larson – do blog Rapture and End Times – tem uma nova previsão, e ela não está só em acreditar que 2017 poderá ser o fim.



Muitos pesquisadores sobre a verdade do apocalipse acreditam que os recentes terremotos poderiam ter marcado o começo do fim.

De acordo com a teoria de Larson, a Bíblia diz que o homem irá reinar na Terra por 6.000 anos, antes de encarar a ira de Deus.

Ao criar uma linha do tempo da Bíblia – calculando que Adão havia sido criado em 3.983 AC – ela acredita que 6.000 anos irão terminar este ano.

Larson acredita que 2017 é o ano mais significativo para marcar o fim, pois será o 70º aniversário da decisão das Nações Unidas para o estabelecimento de Israel, e os 50 anos após a unificação de Jerusalém.

Robert Binnion, que gerencia o site Nice Timing, usou diferentes cálculos da Bíblia para chegar à previsão de 2017.

De acordo com sua teoria, o ano de 2017 é significante porque todas as sete possibilidades de uma “geração Bíblica” apontam para aquele ano.



Usando passagens do Gênese, Salmos, Mateus e Deuteronômio, Binnion chegou à conclusão que uma geração poderia significar 120, 100, 80, 70, 50, 40 ou 38 anos.  De acordo com ele, quando se conta para trás de 2017, tudo aponta para um tempo significativo na história Judaica-Cristã.

Estas alegações de Larson e Binnion têm sido encaradas com ceticismo – com um número de pessoas citando o livro de Marcos, o qual diz que ninguém saberá quando o dia do julgamento final virá.

Michale Parker, que gerencia o blog End of Time Prophecies – o qual inicialmente predisse que 29 de julho seria o fim – admitiu que as “profecias” online eram somente especulações.

Fotos macabras de Walloween


N°1


N°2


N°3


N°4


N°5


N°6


N°7


N°8


N°9


N°10


N°11


N°12


N°13


N°14


N°15



N°16




N°17




N°18




N°19




N°20



















10 Fantasias Bizarras Para o Walloween

1 - Flauta Mágica




2 -  Querida engoli o bebê 



3 - Homem Banana






4 - O Prematuro




5 - Tomada



6 - Lagostinha



7 -  O Absorvente 



8 - A lampada mágica



9 - Lego





10 - A pequena sereia 



Dia das Bruxas, Halloween como começou?

Acredita-se que muitas das tradições do Halloween originaram-se do antigo festival celta da colheita, o Samhain, e que esta festividade gaélica foi cristianizada pela Igreja primitiva.O Samhain e outras festas também podem ter tido raízes pagãs.



Alguns, no entanto, apoiam a visão de que o Halloween começou independentemente do Samhain e tem raízes cristãs.
Entre as atividades de Halloween mais comuns, estão festas a fantasia, praticar "doce ou travessura", decorar a casa, fazer lanternas de abóbora, fogueiras, jogos de adivinhação, ir em atrações "assombradas", contar histórias assustadoras e assistir filmes de terror. Em muitas partes do mundo, as vigílias religiosas cristãs de Halloween, como frequentar os cultos da igreja e acender velas nos túmulos dos mortos, permanecem populares,embora em outros lugares é seja uma celebração mais comercial e secular. Alguns cristãos historicamente se abstém de carne no Dia das Bruxas.

A origem do Halloween traz às tradições dos povos que habitaram a Gália e as ilhas da Grã-Bretanha entre os anos 600 a.C. e 800 d.C., embora com marcas das diferenças em relação às atuais abóboras ou da muita famosa frase "doces ou travessuras", exportada pelos Estados Unidos, que popularizaram a comemoração. Originalmente, o Halloween não tinha relação com bruxas. Era um festival do calendário celta da Irlanda, o festival de Samhain, celebrado entre 30 de outubro e 2 de novembro e marcava o fim do verão (samhain significa literalmente "fim do verão").

A celebração do Halloween tem duas origens que no transcurso da História foram se misturando:

Origem pagã

A origem pagã do "dia das bruxas" tem a ver com a celebração celta chamada Samhain, que tinha como objetivo dar culto aos mortos e à deusa YuuByeol (símbolo antigo da perfeição celta). A invasão das Ilhas Britânicas pelos Romanos (46 A.C.) acabou unindo a cultura latina com a celta, sendo que esta última acabou minguando com o tempo.

Em fins do século II, com a evangelização desses territórios, a religião dos Celtas, chamada druidismo, já tinha desaparecido na maioria das comunidades. Pouco sabemos sobre a religião dos druidas, pois não se escreveu nada sobre ela: tudo era transmitido oralmente de geração para geração. Sabe-se que as festividades do Samhan eram celebradas muito possivelmente entre os dias 5 e 7 de novembro (a meio caminho entre o equinócio de outono e o solstício de inverno, no hemisfério norte). Eram precedidas por uma série de festejos que duravam uma semana, e davam ao ano novo celta.



A "festa dos mortos" era uma das suas datas mais importantes, pois celebrava o que para os cristãos seriam "o céu e a terra" (conceitos que só chegaram com o cristianismo). Para os celtas, o lugar dos mortos era um lugar de felicidade perfeita, onde não haveria fome nem dor. As festas eram presididas pelos sacerdotes druidas, que atuavam como "médiuns" entre as pessoas e os seus antepassados. Dizia-se também que os espíritos dos mortos voltavam nessa data para visitar seus antigos lares e guiar os seus familiares rumo ao outro mundo.



Origem católica

Desde o século IV a Igreja da Síria consagrava um dia para festejar "Todos os Mártires". Três séculos mais tarde o Papa Bonifácio IV († 615) transformou um templo romano dedicado a todos os deuses (Panteão) num templo cristão e o dedicou a "Todos os Santos", a todos os que nos precederam na fé. A festa em honra de Todos os Santos, inicialmente era celebrada no dia 13 de maio, mas o Papa Gregório III († 741) mudou a data para 1 de novembro, que era o dia da dedicação da capela de Todos os Santos na Basílica de São Pedro, em Roma. Mais tarde, no ano de 840, o Papa Gregório IV ordenou que a festa de Todos os Santos fosse celebrada universalmente.



Como festa grande, esta também ganhou a sua celebração vespertina ou vigília, que prepara a festa no dia anterior (31 de outubro). Na tradução para o inglês, essa vigília era chamada All Hallow’s Eve (Vigília de Todos os Santos), passando depois pelas formas All Hallowed Eve e "All Hallow Een" até chegar à palavra atual "Halloween".

Hoje em Dia

Se analisarmos o modo como o Halloween é celebrado hoje, veremos que pouco tem a ver com as suas origens: só restou uma alusão aos mortos, mas com um carácter completamente distinto do que tinha ao princípio. Além disso foi sendo pouco a pouco incorporada toda uma série de elementos estranhos tanto à festa de Finados como à de Todos os Santos.

Entre os elementos acrescidos, temos por exemplo o costume dos "disfarces", muito possivelmente nascido na França entre os séculos XIV e XV. Nessa época a Europa foi flagelada pela Peste Negra e a peste bubônica dizimou perto da metade da população do Continente, criando entre os católicos um grande temor e preocupação com a morte.



Multiplicaram se as Missas na festa dos Fiéis Defuntos e nasceram muitas representações artísticas que recordavam às pessoas a sua própria mortalidade, algumas dessas representações eram conhecidas como danças da morte ou danças macabras.

Alguns fiéis, dotados de um espírito mais burlesco, costumavam adornar na véspera da festa de finados as paredes dos cemitérios com imagens do diabo puxando uma fila de pessoas para a tumba: papas, reis, damas, cavaleiros, monges, camponeses, leprosos, etc. (afinal, a morte não respeita ninguém). Também eram feitas representações cênicas, com pessoas disfarçadas de personalidades famosas e personificando inclusive a morte, à qual todos deveriam chegar.

Na Idade Média, um costume do Dia de Finados era o souling (de "soul", alma), em que crianças iam pedindo pelas portas um bolo, o "bolo das almas", em troca do qual fazia uma oração pelos familiares falecidos de quem lhes dava o bolo[18]. Essa tradição poderá ter evoluído para a tradição de pedir um doce, sob ameaça de fazer uma travessura (trick or treat, "doce ou travessura"), que teve possivelmente origem na Inglaterra, no período da perseguição protestante contra os católicos (1500-1700).



Nesse período, os católicos ingleses foram privados dos seus direitos legais e não podiam exercer nenhum cargo público. Além disso, foram lhes infligidas multas, altos impostos e até mesmo a prisão. Celebrar a missa era passível da pena capital e centenas de sacerdotes foram martirizados. Produto dessa perseguição foi a tentativa de atentado contra o rei protestante Jorge I. O plano, conhecido como Gunpowder Plot ("Conspiração da pólvora"), era fazer explodir o Parlamento, matando o rei, e assim dar início a um levante dos católicos oprimidos. A trama foi descoberta em 5 de novembro de 1605, quando um católico converso chamado Guy Fawkes foi apanhado guardando pólvora na sua casa, tendo sido enforcado logo em seguida.

Em pouco tempo a data converteu se numa grande festa na Inglaterra (que perdura até hoje): muitos protestantes a celebravam usando máscaras e visitando as casas dos católicos para exigir deles cerveja e pastéis, dizendo-lhes: trick or treat (doce ou travessuras). Mais tarde, a comemoração do dia de Guy Fawkes chegou à América trazida pelos primeiros colonos, que a transferiram para o dia 31 de outubro, unindo a com a festa do Halloween, que havia sido introduzida no país pelos imigrantes irlandeses.



Vemos, portanto, que a atual festa do Halloween é produto da mescla de muitas tradições, trazidas pelos colonos no século XVIII para os Estados Unidos e ali integradas de modo peculiar na sua cultura. Muitas delas já foram esquecidas na Europa, onde hoje, por colonização cultural dos Estados Unidos, aparece o Halloween enquanto desaparecem as tradições locais.


Seguidores